Após 12 horas dirigindo finalmente chegamos em Cherokee NC e meu padrasto tudo que mais queria era saber onde iriamos nos hospedar e onde iriamos comer rsrs.
A ideia era não gastar muito e por mais que o hotel que ficamos era simples e barato, ele ficava de frente ao rio que passa pela cidade inteira, e a primeira cena que vi foi as crianças nadando e se divertindo.
Aquele barulho da correnteza do rio, as gargalhadas das crianças e os patos voando e gritando “quéquéqué” pra todos os lados eram os sinais que este lugar seria realmente mágico.

Chegando em Cherokee

Chegamos em cherokee, encontramos o hotel para passar a noite, ganhamos desconto de 50% por que meu padrasto é neto de Índio, corremos para o restaurante e na volta, fui desbravar esse lindo lugar 😍

Peguei minha #sonya6300 , #sigmaart1835 , #sigmaart50100 e larguei!

Os patos eram companhia, sobrevoavam até próximo do hotel e depois desciam pela correnteza o tempo todo, e enquanto milhares de patos brincavam, tinha um machão que ficou do meu lado o tempo todo, me rodeando e “quéquéqué”, acho que ele estava querendo dizer para não mexer com a família dele, sei la…
Além de muitos patos, você encontra ursos, perus, esquilos, guaxinins, veados entre outros que não lembro agora. Mas os que ficam próximos mesmo são os patos, os demais ficam mais na deles na floresta rsrs
Assim como toda cidade americana, cherokee transborda patriotismo, bandeira do país, da cidade e de seu governo próprio estão por todos os lados. E aqui um espaço com o nome de bravos guerreiros que foram para a guerra em nome do país, e se você notar os nomes, você vai ver que morreram muitas famílias na guerra, tipo de 10 à 35 pessoas da mesma família! Ou seja, na época todos foram lutar em nome do país, mesmo termos “tirado” e “matado” muitos deles ao descobrir essas terras (não só nos estados unidos, assim como no brasil e outros lugares).

Povo de Cherokee e suas leis

Aqui eles meio que tem suas próprias leis que foram se criando com seus ancestrais indígenas e respeitadas pelos demais, então se você comete algum crime/erro por aqui, vai ter que aguentar o tranco, por que não tem nada a ver com os estados unidos rsrsrs.

Tá, mas calma, não é perigoso! Só precisa respeitar a natureza, a população indígena, os estabelecimentos e etc… Assim como deveria ser em todas as cidades.
Por exemplo, ir nas lojas e tirar fotos dos produtos, que são artesanais e culturais, eles não permitem, beber na rua, pisar na grama, desrespeito (verbal e corporal), essas coisas…
Primeira coisa que fiz após comermos foi entrar nas lojas. Mas infelizmente não podia tirar foto, meu padrasto me avisou antes para sempre questionar se posso, pois eles são bem conservadores e não gostam que tirem fotos.

E eu amo artes feitas à mão, valorizo muito isso.
Não é nenhuma novidade que os indígenas amam música e dança, né?
Eu fiquei apaixonado pelas flautas feitas à mão, além de ser lindas a melodia que sai delas são relaxantes.
Eu gostei tanto e falei tanto sobre para meu padrasto e ele fez uma de bambu, parou no meio da estrada quando viu uns bambus, colocou no porta malas e veio pra casa…

Como é cherokee?

Cherokee é aquele tipo de lugar que você pensa “quando me aposentar, quero morar aqui, viver do simples, comida orgânica, pescaria e ouvir e contar histórias para as crianças do bairro”. Voltar ter medo da morte e de dar vida eterna a natureza e aos animais. Pois são eles que nos dão tudo que temos para sobreviver.⠀
“Lá vem o Rômulo com papinho naturalista e motivacional”. rsrs
Tá galera, foi só um comentário, foi só para expressar o quão mágico é estar aqui. Eu estou contando os segundos para vir conhecer Cherokee no inverno, neve por todo lado 😍

Eu fiquei impressionado com a tecnologia, é melhor que muitas cidades dos Estados Unidos

Antes de embarcar ao universo cherokee, assistimos um pouco sobre a história, logo na primeira sala do museu.
Eu fiquei impressionado com a tecnologia, a sala é toda sonorizada e com efeitos visuais que parece que está chovendo e que o fogo está ao seu lado. Enquanto o projetor passa a animação com um pouco da história, alguns efeitos visuais em holograma interagem com a sala e meu… Que do caralho 😍
E aí você começa seu tour pelo museu e “uau” 😨
É lindo por dentro, cada espacinho foi orquestrado! Ambientação, luz, história, peças, tudo!

Algumas coisas que aprendi no Museu.

Sequoyah foi o cara que ensinou os cherokees fala em 1810, criando a escrita para seu povo.

Um comandante do Forte Patrick Henry enviou Henry Timberlake como um sinal de amizade após a Guerra Anglo-Cherokee. Timberlake depois levou três Cherokee para Londres, em 1763, que são os 3 que mostro em uma fotografia, no vídeo.

A guerra entre franceses e indianos e o conflito relacionado ao teatro europeu, conhecido como a Guerra dos Sete Anos, lançaram muitas das bases do conflito entre os colonos cherokee e os americanos na fronteira. Essas tensões na fronteira irromperam em hostilidades abertas com o advento da Revolução Americana.

O povo Cherokee é muito guerreiro e inspirador.

Gostou da minha história? Curta, comente e compartilhe para me ajudar!

Abaixo algumas sugestões de livros 😉

Do Mil ao Milhão. Sem Cortar o Cafezinho.
https://amzn.to/3cYnSOT

Sapiens – Uma Breve História da Humanidade
https://amzn.to/2Zvm244

Os segredos da mente milionária
https://amzn.to/2ZwMWsv

O poder do hábito
https://amzn.to/3gjCJph

Mindset: A nova psicologia do sucesso
https://amzn.to/3glGrie

A Sutil Arte de Ligar o F*da-Se: Uma estratégia inusitada para uma vida melhor
https://amzn.to/2ZyirSS

O poder do subconsciente
https://amzn.to/3grFbtU

Seja foda!
https://amzn.to/3bZxZBN

O poder da ação
https://amzn.to/2Xsm1vd

As armas da persuasão
https://amzn.to/3bVIKVK

Comece pelo porquê: Como grandes líderes inspiram pessoas e equipes a agir
https://amzn.to/36sJ2lz